Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Apresentação

A Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Propit), órgão executivo da Administração Superior, tem por finalidade programar, orientar, coordenar e supervisionar as atividades de Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação Tecnológica no âmbito da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa). No plano interno, a Propit desenvolve ações junto à comunidade acadêmica e aos setores administrativos da Universidade, e no externo, junto a segmentos representativos da sociedade, incluindo instituições públicas e privadas, autoridades governamentais, e agências de fomento à pesquisa, ao ensino e à inovação de tecnologia.

A Propit conduz a política institucional da Unifesspa de Pós-Graduação Stricto Sensu (Cursos de mestrado e doutorado) e Lato Sensu (Cursos de especialização e de aperfeiçoamento), de Pesquisa (incluindo Iniciação Científica), e de Inovação Tecnológica. Também é responsável pela execução, na instituição, de programas financiados por agências federais e estaduais de apoio à pós-graduação e à pesquisa. 

Com ações pautadas na valorização e no respeito às diferenças, na multiplicidade de idéias, procurando caminhos que permitam a construção de uma Universidade compromissada com o interesse social e a produção acadêmica de qualidade, a Propit tem como missão “promover e gerenciar as condições necessárias para o desenvolvimento da pesquisa, do ensino de pós-graduação e da inovação tecnológica, com ações extensivas interligadas, visando o desenvolvimento da capacidade de formação acadêmica, científica e cultural da comunidade acadêmica, contribuindo para a afirmação institucional da Unifesspa na comunidade local, regional, nacional e internacional”.

A atuação da Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação Tecnológica-PROPIT conduz a política institucional de pós-graduação stricto sensu e lato sensu, de Pesquisa e Inovação Tecnológica. As ações estão relacionadas à expansão, qualificação, acompanhamento e financiamento, visando a oferta e gerenciamento do ensino de pós-graduação e desenvolvimento da pesquisa de alto nível por meio da concessão de bolsas e recursos externos e internos para a infraestrutura de pesquisa.

A produção científica e tecnológica constitui indicador da capacidade de uma instituição para executar projetos em programas financiados por agências de fomento à graduação e pós-graduação, pesquisa e inovação tecnológica. A Unifesspa conta com pesquisadores engajados que juntos produzem de forma sinérgica, tornando-se fator positivo para obtenção de recursos que contribuem para a estruturação e fortalecimento da pós-graduação, pesquisa e inovação tecnológica na universidade. A produção de qualidade resulta também, da ação dos mais de 100 grupos de pesquisas ativos na instituição, que colaboram a partir de uma ou mais instituições, para elaboração de suas pesquisas e projetos de desenvolvimento e inovação tecnológica.

Todos os docentes que atuam na Pós-Graduação, atuam também na graduação. De tal modo, ocorre uma relação sincrônica entre as ações de ensino no nível de Pós-Graduação e de graduação. Por extensão, os docentes, desenvolvem diálogos e estabelecem trocas quando socializam suas ações de pesquisas e de ensino. Uma demonstração dessa política de atuação conjunta pode ser observada por meio dos projetos de Iniciação Científica desenvolvidos pelos docentes que encontram-se vinculados à Pós-Graduação. Em sua maioria, além das ações na pós-graduação, eles/as desenvolvem projetos de iniciação científica, em parceria com alunos de graduação.

Frente aos esforços para conectar a política institucional as dimensões de ensino, pesquisa e extensão, articulados com a pós-graduação e graduação, destaca-se a atuação dos docentes em Grupos de Pesquisa cadastrados no CNPq. Por meio desses grupos, os docentes desenvolvem ações que promovem e estimulam as pesquisas e ampliam as reflexões nas diversas áreas do conhecimento científico aplicadas à realidade local.

Há uma preocupação institucional voltada a construir e consolidar as ações desenvolvidas nos grupos de pesquisa, em diferentes perspectivas. Para alcançar esse objetivo, são desenvolvidas ações com o edital do Programa de Fortalecimento de Grupo de Pesquisa (PFGP) que garante a vinda de pesquisadores de diferentes instituições para desenvolver ações de pesquisa (e ensino) nos referidos grupos de pesquisa dos docentes da Unifesspa. Dessas ações dezenas de professores externos já realizaram trabalho na Unifesspa. Ainda com o objetivo de fortalecer essa política há entre os parâmetros de pontuação dos editais de fomento à pesquisa, critérios que atribuem pontuação aos docentes que são membros dos referidos grupos de pesquisa.

Como parte do seu escopo de ações a Unifesspa tem empreendido esforços para acompanhar os egressos da instituição. A primeira ação foi por meio da utilização de ferramenta do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas-SIGAA com a disponibilização de um formulário que coleta informações como a importância do curso para avanço na carreira de profissional do egresso.

Com o objetivo de manter a qualidade dos programas de pós-graduação no país a Capes mantém se um sistema de avaliação em que as notas 6 e 7 são reservadas exclusivamente aos programas com doutorado que obtenham nota 5 e conceitos “Muito Bom” em todos os quesitos da ficha de avaliação nas últimas avaliações. Os programas são criados com conceito “A” que tem uma equivalência de nota 3. Necessita passar por três avaliações quadrienal até chegar a nota 5. Para tanto, se faz necessário ao menos 12 anos para que um programa chegue a nota 5 e assim almeje alcançar nota 6 e, posteriormente, nota 7.

Diante do contexto avaliativo que envolve os programas de pós-graduação, a Unifesspa tem apenas 5 anos, portanto, seus programas de pós-graduação ainda irão passar pela primeira avaliação quadrienal, logo, todos seus programas inexoravelmente ainda estão com conceito A ou nota 3. Para alcançar as métricas exigidas pela Capes para elevação das notas, destaca-se são fundamentais políticas de financiamento contínuo para as ações de pós-graduação.

Fim do conteúdo da página